Pular para o conteúdo principal

Insólito ou real?

Mais um dia...
Meu PC é um XB letium, em velocidade só deve ficar a frente dos fabricados há mais de 15 anos.
Aguardava a realização de um comando. A ampulheta petrificada no lado esquerdo da tela indicava que havia um movimento e que eu tivesse paciência. Iam-se 12 segundos, mas não foram doze segundos quaisquer, eram com pavor de tempestade, daquelas com raios e trovões.
Explico! Isso porque o espaventado gerente do departamento entrara na sala com seu ar temerário de sempre, apenas levemente mais inquieto.
Do terceiro ao décimo primeiro segundo este prócer (como gosta de ser chamado), janota com azo de autossuficiência metido a loquaz, mas não muito mais que um tagarela nato, taquifágico a ponto de pensarmos se tinha na boca uma língua ou uma M-16a2 tão veloz e certeiro era seu tino verborrágico.
Inicia uma profusão de ordens que no curto espaço de tempo atingiu 9 de 10 funcionários presentes.
Em alguns milésimos conseguiu dar o fardo diário a cada un dos sujeitos alvejados, disse, isto é, disparou:
Paulo aquela peça de propaganda está ri-dí-cu-la, refaça!
Pedro contextualize o as páginas sociais e não deixe os internautas pensarem que o que postou ontem seja um informe do século passado. Este meneou a cabeça como quem deveras tenha sido atingido por uma arma sem lhe sobrar tempo para fazer algo ou dizer suas últimas palavras.
Rita volte a conversar com nosso principal cliente e não deixe que escape para a concorrência... Baixou ao ouvido de Rita e completou: certa vez me disse que tua compleição é divinal. Rita ajeitou-se na cadeira, pigarreou discretamente, mas não empalideceu, afinal o principal cliente era o... Melhor não contar.
Ainda com trejeitos não menos aquilinos passou as  seguintes determinações aos que restavam.
Lúcio! A engenharia Takasaki não comporta aquele projeto em soslaio em relação a rua. Chega de bizarrices na cidade. Ele até tentou justificar, quando disse, "mas". Ouviu um tonitruante: Redesenhe!
Lúcio havia me confessado que a obliquidade trazia o encanto do projeto.
André o grupo H Power não o quer mais no atendimento às reuniões. Reclamam que sua ousadia e pensamento autônomo, geralmente, estão na contra mão de seus projetos.
Franco descendente. Corou como um tecido escarlate. Fisionomia truesca - parecia Hefesto diante de Afrodite e seu amante presos a sua armadilha. Se lhes tirassem um busto um se passaria pelo outro.
Rodolfo - temos reunião às 15h00, prepare-se temos ajustes de perfis.
Laércio! apresente um plano B do projeto paisagístico Solar dos Deuses - não parece que desenhou para elite e sim para emergentes.
No seu íntimo queria colocar todos os ricos que pensam serem deuses em seu plano C. O solar do inferno.
Respondeu com um riso nos extremos labiais e deixou o gerente satisfeito com sua vênia, ele só não imaginava que Laércio o queria como síndico em seu Solar do Inferno.
Eric seja mais preciso nos relatórios! Não temos tempo a perder com detalhes operacionais...
Rosa! Quero renegociar com o jornal - o representante é frágil! Vamos sobrepor um desconto maior. Se ele recusar... Ameace, troque de atendente!
Um segundo de silêncio; a ampulheta saiu da tela, meu comando foi realizado, a pasta abriu-se...


Mais um dia...
Meu PC é um X...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vulnerant omnes, ultima necat

Esta inscrição (título) em Latim (como outras tantas) encerra um caráter excessivamente preciso sobre a vida ou sobre nossas ações e o modo como "não" percebemos o mundo.

Talvez possa induzir fracos pensarem que nada valha fazer porque a ordem de tudo é um fado... Mas o que pensam sobre tal frase os que não se importam com os demais?

Não percebem que caminhamos todos para um nada comum! Homicida não é somente aquele sujeito que tira a vida do outro, mas todos aqueles que impõem suas veleidades sobre os demais para vantagem pessoal.

Qual a diferença de falastrões, profetas, marqueteiros, palestrantes e políticos? Nenhuma...


Em equivalência não atentam para os ponteiros da vida e não entendem o significado dos dias em que "vulnerant omnes, ultima necat*. Que sim, algumas de suas verdades não valem um quinto do que lhe é dado. Que tantas outras que tornariam a vida de "muitos" melhor é deixada de lado... Porém cada um olha apenas para sua marcha como se fosse a mai…

Sartre: o filósofo do nada e da decisão.

Entre as frases mais conhecidas de Sartre está a que diz que “o homem está condenado a ser livre”. Para este filosofo só o egoísmo nos explica. Não o egoísmo de Adam Smith, mas talvez se aproximasse do egoísmo hobesiano não houvesse uma distinção clara entre indivíduo e Estado respectivamente.
É através de uma necessidade egoísta que temos a obrigação de escolher “ou não” (que também é uma escolha, isto é, escolho não escolher). É ai que nasce sua certeza de que existe liberdade na ação do homem independente do seu tipo de escolha: se ação ou inação. Segundo seu pensamento o poder da decisão não é determinado pelas circunstâncias. Se assim fosse teríamos de imaginar que um mundo perfeito deveria existir com circunstancias estritamente agradáveis e imutáveis. Isso é impossível por ser um antimundo, um mundo da ideia, um mundo ilusório. Sua crítica existencialista o obriga a defender a inexistência do divino sobre o homem. Pensamento este que o aproxima de Feuerbach no sentido de dizer que…

Urbanização de São Paulo: Chicago ou Paris?

Em 1878 fundou-se em São Paulo o primeiro sistema de abastecimento de água a Companhia de água e esgoto Cantareira. São Paulo já estava em ebulição, era o destino preferido dos cafeicultores interioranos, também dos imigrantes europeus. 
O processo de urbanização paulistana é uma síntese de contradição copista: os primeiros barros criados para elite indicava europeização da cidade (Campos Elísios, Indianópolis e o próprio Higienópolis que remete a questão da limpeza racial) para clarificar nossa proposição de copistas às avessas havemos de lembrar que diferente do que fizeram os europeus com seus rios São Paulo os matou ou fez com que sumissem embaixo do asfalto (caso Tamanduateí e do riacho Anhangabaú – o primeiro canalizado vergonhosamente sujo e poluído, o segundo sumido da Avenida 9 de julho). Em 1912 inicia-se a canalização do Tamanduateí juntamente com um projeto de aterramento das várzeas deste e do Anhangabaú. Este foi é o primeiro episódio que marca o desastrado urbanismo paul…