Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

Patranhas

... e somos como as leveduras (consumidores) literalmente, pois mudamos costumes (como mudam a direção), aquelas pela sobrevivência, nós em prol de ditos chamados progresso, apesar de distanciarem-se do bem viver (corpo ou mente).

Se perdem no primeiro reclame televisivo, comem, bebem, vestem o que dizem os ditadores  mercadológicos.

E assim...

Parte de vós como funâmbulos gravitam ao gosto mercado...

O homem ideal para qualquer sociedade deve ser aquele que tem a capacidade de indignar-se, elogiar as boas ações e sorrir quando observar a natureza.

Dejavu

É imperativo num estado corrupto cidadãos obtusos e sem norte:

Uma parte lamenta o muito que não tem, outra parte felicita-se por ter o pouco que muitos não têm...
A corrupção confunde; sorrir-se sem estar, de fato, satisfeito. Talvez em esperanças de receber as migalhas dos superiores; lamuria-se pelo fútil, morre-se todas as tardes de domingo em frente a televisão por um programa boçal ou vai-se ao shopping.

Esta aporia traça no indivíduo certa confusão involuntária digna de um arquétipo internacional mentiroso (o brasileiro é um povo feliz) - não feliz, mas desinteligente, alienado.
Sófocles disse que "quanto menos sabedoria mais alegria", um dito mais moderno de autoria desconhecida - em paráfrase - diz que "a ignorância é o patamar da felicidade". Ambos os casos se aplica com precisão ao brasileiro. Não somos nada, somos vítimas de nossa própria incapacidade de agir, de observar-nos holisticamente.
Estamos no fim ou no começo?
Que será de nós, que será de vós…

Assassínios

A chamada no jornal diz: "O presidente russo, Vladimir Putin, cumprimenta o presidente cubando Raul Castro, nos 70 anos do fim da 2ª Guerra.

Chamo atenção para as questões que norteiam nossas vidas o tempo todo e, às vezes, não nos damos conta: juízo de fato, juízo de valor, fato histórico, bom senso e senso comum...

Quem são estes homens para suas gentes? heróis ou assassinos? Presidentes ou ditadores?

Veja que a quem é dado a pena da história também é dado o apagador...